Jó - 15.16 - Quanto mais abominável e corrupto é o homem que bebe a iniqüidade como a água?


Você está aqui: Home › Matérias › Educação Cristã
01/11/2012
Romanos Lições 14-19

Lição 14

O FUTURO DE ISRAEL

Romanos 11

1. Quais são as perguntas mais importantes que Paulo faz neste capítulo?

            Resposta: "Terá Deus, porventura, rejeitado o seu povo?" (v.1); "tropeçaram para que caíssem" (v.11)

1B. O que há nessas perguntas de semelhante e/ou de diferente das que você normalmente se faz?

            Resposta: Elas são iguais no seguinte sentido: "Deus me esqueceu?"; "Como Deus pode deixar isso acontecer?"; "Deus não está vendo o que está acontecendo?"

2. Como Paulo sabe que Deus não rejeitou o seu povo (1-6)?

            Resposta: Paulo sabe por três motivos: 1ª - v.1b - Ele mesmo, Paulo, era israelita; 2º - vs.2-4 - A experiência de Elias na história prova que Deus não irá abrir mão de Sua eleição de Israel; 3º - vs.5-10 - A experiência de um remanescente nos dias de Paulo comprova a verdade profética do endurecimento parcial de Israel

3. Quais são as consequências espirituais para os israelitas que rejeitaram Jesus Cristo (v.7-10)?

            Resposta: Versículos 8 e 10, Cegueira Espiritual. Já que eles não querem ver a Cristo ganham literalmente uma cegueira espiritual para assim apoiarem em seus próprios entendimentos e se envergonharem.

3B. Por que essas consequências são inevitáveis para aqueles que persistentemente rejeitam o evangelho?

            Resposta: Por conta da Justiça Divina!

4. Como a rejeição de Israel a Cristo resulta em riqueza para os gentios (v.11-16)?

            Resposta: Pelo fato dela não ser restrita aos judeus. Quando alguém se converte, recebe o maior tesouro! Nesse sentido os gentios receberam esse tesouro, essa riqueza.

5. Por que Paulo está convencido de que até maiores bênçãos virão quando os judeus aceitarem a Cristo (v.11-16)?

            Resposta: Paulo não diz quais bênçãos virá na reconciliação dos judeus, mas ele parte da seguinte lógica: Os judeus transgrediram isso tornou-se bênção para os gentios...

LOGO, quando houver reconciliação haverá benção maior!

6. Por que a ilustração de Paulo sobre a oliveira evita que os gentios se sintam superiores em relação aos israelitas incrédulos (v.17-24)?

            Respostas: Aqueles que são beneficiados com o fracasso de Israel não devem presumir serem superiores a eles, ou então estariam caindo no mesmo erro de basear sua posição no mérito humano, já que tudo é fruto da graça e é apropriado pela graça.

"SE O NATURAL NÃO FOI POUPADO PORQUE O ENXORTADO TERIA PRIVILÉGIOS?"

6B. Por que hoje é uma insensatez enorme para os cristãos se sentirem superiores aos não cristãos?

            Respostas: 1º Na igreja não há lugar para orgulho espiritual; 2º ESSA ATITUDE NÃO REFLETE O CARÁTER DE CRISTO!

7. O que a ilustração da oliveira ensina a respeito do relacionamento entre Israel e a Igreja?

            Resposta: A Oliveira é o lugar de privilégios, ocupado inicialmente pelos ramos naturais (os judeus). Os ramos bravos (gentios) foram enxertados devido a fraqueza e improdutividade (incredulidade) dos ramos naturais, agora ocupam, também, um lugar de privilégios. A raiz da árvore é a aliança abraâmica que, por meio de Cristo, prometeu bênçãos tanto a judeus quanto a gentios. ISRAEL SEMPRE SERÁ UM RAMO NATURAL E A IGREJA/GENTIOS UM RAMO ENXERTADO

8. À luz de Romanos 11.25-32, como você responderia a alegação de que Deus não tem mais um relacionamento especial com o povo de Israel?

            Resposta: Deus ainda tem um relacionamento especial para com Israel, pois as suas promessas são IRREVOGÁVEIS!

A presente inimizade de Israel será mudada a luz das promessas irrevogáveis da Aliança (11.28-29); A inversão de destino experimentada pelos gentios irá acontecer também com Israel, para que a misericórdia de Deus se torne disponível a todos (11.30-32)

9. Neste capítulo 11, Paulo argumentou que a incredulidade de Israel é parcial (1-10), proposital (11-16) e temporária (25-32). Qual o sentimento que Paulo tem de Deus em relação a esses aspectos da incredulidade de Israel (v.33-36)?

            Resposta: Paulo fica maravilhado e explode em exaltação a Deus! "Deus é digno de todo louvor pela profundidade de Sua incomparável sabedoria (no planejamento de uma salvação como essa) e por Sua plena suficiência universal"

10. Como a descrição de Paulo sobre Deus nos versículos 33 a 36 lhe encoraja e estimula a louvar a Deus?

            Resposta: PESSOAL.

Lição 15

SACRIFÍCIOS VIVOS

Romanos 12

1. Quais são algumas formas que Deus demonstrou sua misericórdia (Rm12.1) conforme Romanos capítulos 1 a 11? Veja por exemplo: Rm3.24; 4.16; 5.2, 15-21; 6.1, 14, 15; 9.15-23; 11.5, 6, 30-32.

            Resposta: Rm 3.24 - Justificados por graça; 4.16 - Justificados pela fé; 5.2 - garantia da Salvação; 5.15-21 - está disponível; 6.1 - graça super abundante; 6.14 - livres da escravidão do pecado; 6.15 - vivemos pela graça; 9.15-23 - Longanimidade e Misericórdia conforme a vontade de Deus; 11.5 - Remanescente; 11.6 - Gratuidade; 11.30-32 - a misericórdia de Deus está disponível até para os desobedientes.

2. Qual é a sua opinião do uso que Paulo faz da imagem dos "sacrifícios vivos" para descrever nossa reação à misericórdia de Deus?

            Resposta: À luz do plano inigualável de Deus de conceder misericórdia para os redimidos, os crentes devem tornar sua vida totalmente consagrada a Jesus e estabelecer o ritmo de sua vida espiritual por meio da constante recusa de ser dominado pelos padrões de comportamento dirigidos pela carne.

2b. Por que esse tipo de adoração é agradável a Deus?

            Resposta: Porque é uma vida renovada pelo ES, um estilo de vida santo! É isso que Deus espera daqueles que entenderam e receberam graça.

3. J.B. Philipps parafraseia o versículo 2 como: "Não permita que o mundo ao seu derredor o sufoque até que você se amolde aos seus padrões"

4. De quais formas podemos renovar nossa mente (v.2) e sermos transformados?

            Resposta: Pelo agir do Espírito Santo enquanto buscamos a Deus pela Sua Palavra.

"A mente renovada é uma mente cheia da Palavra de Deus e controlada por ela" (J. MacArthur)

5. Às vezes, nós entendemos a vontade de Deus como algo a ser evitado em vez de desejarmos que ela se cumpra em nossa vida. Como a parte final desse versículo 2 corrige essa distorção?

            Resposta: Ela corrige essa distorção pois ela é: BOA, PERFEITA e AGRADÁVEL

6. Como a constatação e que somos membros do mesmo corpo (v.3-8) nos previne de pensarmos soberbamente a nosso respeito (v.3)?

            Respostas: Paulo adverte sobre o orgulho e exorta a soberba pois não há cristão melhor do que o outro. O cristão em si mesmo, nada é! Todos dependem da mesma fonte, Deus!!!

7. Quando você tem um "conceito equilibrado" de você mesmo, qual ou quais dons Deus têm lhe dado (v.3-8)?

            Resposta: PESSOAL

7B. Como você pode usá-los para o benefício do corpo de Cristo?

            Resposta: PESSOAL

8. Como o tipo de amor que Paulo descreve nos versículos 9 a 16 poderia transformar os nossos relacionamentos com outros cristãos?

            Resposta: Paulo, ao falar de AMOR ele usa o verbo ?γαπη (ágape) que refere-se ao amor incondicional que é: "A busca ativa do bem maior da outra pessoa"

9. Como o aviso de Paulo nos versículos 17 a 21 pode nos ajudar a superar nossos inimigos?

            Resposta: Ao tratar o inimigo com amor fraternal, superamos e surpreendemos, levando-os até ao constrangimento! "O inimigo sempre está pronto para uma guerra mas nunca pra um trégua"

10. De quais maneiras você precisa começar a viver mais sacrificialmente diante de Deus, de outros cristãos e das pessoas deste mundo?

            Resposta: PESSOAL.

Lição 16

SUBMISSÃO ÀS AUTORIDADES

Romanos 13

1. Qual é a opinião de Paulo sobre a autoridade e daqueles que a exercem (v.1-5)?

            Resposta: A autoridade é uma instituição divina e aqueles que exercem fazem parte do plano soberano de Deus!

 2. Como o pensamento de Paulo a respeito dos que governam se aplica aos mandatários ímpios e perversos como Nero ou Hitler?

            Resposta: Existe 2 explicações para isso: 1ª : Paulo está falando sobre a norma, sobre um Estado ideal, onde pessoas más são punidas pelas autoridades e as autoridades não são más; 2ª : Deus é Soberano e Ele converte o mal em bem. Ele produz o bem do mal no desenrolar da história.

3. Quais são algumas das razões que Paulo fornece para se submeter a esses mandatários corruptos (v.1-5)?

            Resposta: Porque toda autoridade procede de Deus; A autoridade é escolhida por Deus; Quem resiste a ordenação de Deus, traz para si condenação.

4. Qual é a sua opinião a respeito de que é correto resistir sempre às autoridades em vez de obedecê-las? Explique.

            Resposta: Não é correto! Resistir a autoridades é resistir a Deus. É demonstração de um coração obstinado e não ensinável. Só temos "permissão" para resistirmos a autoridades, se ela estiver exigindo algo que vá contra as Escrituras (Dn.1.8, 16-18)

5. Em Romanos 13.6-7, Paulo sugere algumas maneiras práticas pelas quais devemos nos submeter àqueles que estão em posição de autoridade. Que outros exemplos você poderia sugerir?

            Resposta: Paulo fala aqui do pagamento de imposto; Sonegação = pecado!; Cumprimento total das Leis de Trânsito.

6. Para qual assunto a passagem sobre a submissão às autoridades em Romanos 13.8-14?

   Resposta: Para o AMOR AO PRÓXIMO; O crente deve amar ao próximo na sociedade como cumprimento da Lei de Deus

7. Em Romanos 13.8, Paulo diz: "Não devam nada a ninguém". Isso significa que os cristãos jamais podem ter qualquer tipo de débito como hipoteca, prestação de carro e assim por diante? Explique sua resposta?

            Resposta: Paulo esta dizendo que: TODOS OS COMPROMISSOS FINANCEIROS DEVEM SER PAGOS!!! O cristão pode fazer empréstimos, parcelamentos, mas deve arcar em pagar TUDO quanto deve.

8. Por que o amor é um débito que nunca pode ser saldado completamente (v.8-10)?

            Resposta: Porque o amor deve ser inesgotável, infinito. Se houver um limite de amor, algo que possa saldar, ele fica limitado, sem valor e deixa de existir depois de pago!

9. Em Romanos 13.11-14, Paulo usa muitas imagens vivas para descrever "o presente tempo". Como cada uma delas nos fornece a imagem de como devemos viver e de como não devemos viver?

            Resposta: Na vida não há espaço para apatia espiritual; Antigos hábitos pecaminosos devem ser abandonados; Buscar uma vida pura à luz da proximidade do dia final.

10. Pense neste capítulo em como você precisa "revestir-se do Senhor Jesus Cristo"

            Resposta: PESSOAL.

Lição 17

OS FRACOS E OS FORTES

Romanos 14

1. Quais são os assuntos polêmicos entre o "fraco" e o "forte" em Romanos 14.1-6?

            Resposta: Alimentos puros e impuros; dia sagrado

1B. De quais costumes os cristãos discordam nos dias de hoje?

            Resposta: Guardar dias especiais; Estilos musicais; Dança/coreografia na igreja; Jogo como baralho, rifa...

2. Quais atitudes o fraco e o forte são propensos a ter um em relação ao outro (v.1-4)?

            Resposta: Forte - propenso a julgar, pois ele entende a liberdade da graça; Fraco - propenso a violar as regras tornando flexível o evangelho! Pois em sua mente ainda há confusão. "Para o forte o fraco é legalista e para o fraco o forte é irresponsável"

2B. Por que eles se tratam dessa forma?

            Resposta: Porque para o fraco ainda é algo confuso e não explicado, e para o forte é algo resolvido e simples de perceber! Mas a cegueira em relação a posição do irmão é o pecado que não permite que eu abra mão da minha posição.

3. Você julga ou despreza algum tipo de cristão? Quais? Por quê?

            Resposta: PESSOAL

4. Por que é errado julgar outros cristãos (v.1-13)?

            Resposta: 1º Cristo é quem avalia o cristão e ele não leva em conta religiosidade; 2º Se fôssemos nós a julgar o padrão seria relativo! 3º Para julgar alguém devemos primeiro ser padrão irrepreensível, contudo somos pecadores

5. Quando não estamos  próximos daqueles cuja fé é fraca, que princípios deveriam governar nossa liberdade cristã (v.5-23)?

            Resposta: As minhas atitudes devem ser sempre em favor a agradar a Deus!

6. Quando estamos próximos daqueles cuja fé é fraca, que princípios deveriam direcionar nossas ações (Rm14.13-21)? Por quê?

            Respostas: Devemos valorizar o bem estar espiritual de seu irmão do que o exercício de sua liberdade, pois o estar no reino não é determinado nem pelo desfrute nem pela abstinência.

7. Alguém muito suscetível está próximo de nós e pode se sentir ofendido por qualquer coisa que façamos. Como podemos aplicar esses princípios?

            Resposta: EM AMOR: Pedir perdão pela ofensa mesmo sendo intencional; Explicar a sua posição e ouvir o ofendido; Abster-se em favor do próximo...

8. Martin Luther King, no seu Tratado sobre a liberdade cristã, escreveu: "Um cristão é senhor absoluto de tudo; não está sujeito a ninguém. Um cristão é o servo mais responsável que existe; está sujeito a todos". Como essas palavras resumem a mensagem deste capítulo?

            Resposta: Embora o cristão seja liberto pela graça, ele é constrangido pelo amor

9. De que maneiras você precisa tanto se tornar mais livre em suas escolhas ou levar em consideração sua influência sobre os outros?

            Resposta: PESSOAL.

Lição 18

UNIDADE, ESPERANÇA E LOUVOR

Romanos 15.1-13

1. Que palavras e frases nessas passagem de Romanos 15.1-13 indicam como devemos tratar uns aos outros?

            Resposta: v.1 - Devemos suportar as debilidades dos fracos; v.2 - agradar no que é bom para edificação; v.7 - Acolhei-vos uns aos outros.

2. À luz de Romanos 14, quem são os fortes e os fracos que Paulo menciona em Romanos 15.1?

            Resposta: Forte = cristão maduro; fraco = cristão imaturo

3. Quais atitudes podem dificultar ou facilitar que suportemos as fraquezas do fraco (v.1, 2)? Explique por quê.

            Resposta: Dificultar = egoísmo; Facilitar = humildade, ter a atitude de Cristo

4. Como Cristo foi (v.3) o supremo exemplo do que Paulo nos aconselha em Romanos 15.1, 2?

            Resposta:  O objetivo de Cristo era agradar a Deus e fazer a Sua Vontade. Não importa as circunstâncias ou resistências encontradas, Cristo cumpriu o seu objetivo, tornando-se Salvador e exemplo supremo a ser seguido!

 5. Se seguirmos os exemplos de Cristo nesta e em outras áreas de nossa vida, por que precisaremos de perseverança, bom ânimo e esperança (v.4-5)?

            Resposta: Pois o mundo está separado de Deus e o odeia e todo aquele que deseja seguir a Cristo encontrará opositores provocando-os ao abandono da fé

5B. Por que o estudo bíblico e a oração (v.4-5) são essenciais se quisermos continuar a ter essas atitudes?

            Respostas: Pois a Palavra irá dar paciência e consolo em meio as adversidades e a oração é a demonstração de entrega e confiança a Deus.

6. Contrário à discórdia e ofensa que ocorriam de forma sutil na igreja de Roma (Romanos 14), o que Deus deseja de nós (v.5-6)?  Respostas: Unidade e Edificação

7. Como pode o fato de Cristo ter nos aceitado promover tanto unidade e louvor (v.7)?

            Resposta: Pois fazemos parte de UM SÓ corpo, para HONRA e GLÓRIA do Seu Nome

8. Em Romanos 15.9-12, Paulo cita quatro passagens diferentes do Antigo Testamento. Quais palavras e frases expressam a atmosfera marcante dessas passagens?

            Resposta: Essas citação são profecias da Lei, que diz que os gentios também serão salvos. Em todos há louvor a Deus em alusão a salvação dos gentios (glorificarei, alegrai-vos, louvai, esperarão)

8B. Por que essa é a disposição apropriada para todos os que esperam em Jesus?

            Resposta: O louvor é a demonstração de reconhecimento de quem Deus é, e de seu poder

9. Paulo conclui essa passagem com uma oração fervorosa (15.13). Como você descreveria o que está acontecendo a descrição de Paulo?

            Resposta: Paulo louva a Deus pela sua provisão da salvação independente de raça. E louva pelos feitos que Deus haverá de fazer pelo Seu Povo.

10. Tendo em mente o contexto de Romanos 15.1-12, como nós podemos nos tornar aqueles cujas vidas transbordam de alegria, paz e esperança?

            Resposta: Sendo imitadores de Cristo, humildes e buscando o bem maior, a edificação mútua.

Lição 19

IRMÃOS EM CRISTO

Romanos 15.14-16.27

1. O que aprendemos a respeito do ministério apostólico de Paulo (v.14-22)?

            Resposta: Ministério Apostólico é Pioneiro; Paulo anunciava o evangelho onde ainda não havia trabalho (v.20)

2. Quais são os planos imediatos e futuros de Paulo (v.23-33)?

            Resposta: IMEDIATO - entregar a oferta levantada pelos gentios para os irmãos pobres em Jerusalém; FUTURO - visitar os romanos

3. O que Romanos 15.23-33 nos ensina a respeito dos relacionamentos entre os cristãos do século I?

            Resposta: Nos mostra comunhão e preocupação com o próximo. As igrejas de maioria gentílica estavam crescendo e se preocuparam em ajudar aos irmãos pobres.

4. O que o impressiona mais a respeito dos relacionamentos deles e por quê?

            Resposta: Que os gentios despertaram 1º em ajudar os irmãos do que os próprios judeus.

5. De quais maneiras podemos compartilhar as bênçãos materiais com outros cristãos?

            Resposta: Doação de roupas; cestas básicas; carona; sustento missionário; ofertas.

6. Leia Romanos 16. A despeito do fato de que Paulo nunca havia estado em Roma, ele envia saudações a mais de vinte e cinco pessoas pelo nome. Que contatos anteriores, Paulo teve com essas pessoas (v.1-16)?

            Respostas: Paulo já havia tido contato com essas pessoas em outras igrejas, durante seu serviço ao governo romano, conhecia a fama do serviço cristão de outros!

6B. Por que Paulo tem grande estima por elas?

            Respostas: Porque essas pessoas estavam sendo fiéis a Deus! Servindo, contribuindo assim para o Reino de Deus

7. Use sua imaginação. Do que sabemos sobre Paulo e sua carta aos Romanos, como as pessoas descritas em Romanos 16.1-16 "arriscaram suas vidas", "trabalham arduamente", "foram de grande auxílio" a Paulo e a outros?

            Resposta: Essas pessoas não se preocupavam com as consequências que poderiam sofrer ao anunciar o evangelho! Elas simplesmente faziam tudo que estava ao alcance para que o evangelho fosse anunciado!

7B. Como podemos imitar o exemplo deles?

            Resposta: Sendo mais ousados em evangelizar; Nos preocupando menos conosco e mais em cumprir a vontade de Deus.

"Foi exatamente quando os cristãos pararam de pensar no outro mundo que eles se tornaram tão pouco efetivos neste. Mire o céu e tera a Terra por "acréscimo"; mire a Terra e não terá nenhuma das duas coisas." (C. S. Lewis, Cristianismo Puro e Simples)

8. Que tipo de pessoas estavam causando divisões e criando problemas na família de Deus (v.17-20)?

            Resposta: Os Judaizantes - facção religiosa que deturpava a graça e estava perseguindo fortemente a igreja

8B. Como podemos vencer a influência sutil e destrutivas dessas pessoas?

            Resposta: Somente conhecendo a verdade não aceitaremos o falso!

9. Como as palavras finais desta carta resumem o escopo de nossa salvação do começo ao fim (v.25-27)?

            Resposta: Quando Deus formou um povo para si; E disse que não chamaria só a ele, mas que faria deste luz para as nações. Assim Deus concedeu salvação aos gentios bem como aos judeus, por intermédio de Cristo.

O evangelho foi finalmente revelado, portanto Ele merece toda honra, louvor e adoração

10. A Carta aos Romanos o ajudou a compreender sua  redenção de forma mais clara?

            Resposta: PESSOAL.

Artigos recentes sobre "Educação Cristã"
 

PRIMEIRA IGREJA BATISTA DA ILHA DO GOVERNADOR - Rua Gaspar de Souza, 78 - Zumbi - Tel: 21 2467-3802

Copyright 2011- - Todos os direitos reservados - Proibida reprodução do conteúdo deste site sem devida autorização

Tenha um site igual a este